É possível que tenha existido a espada de Aragorn?

 

  Beleza galera? Muitos gostam de debater por exemplo como criar o pão élfico ou a Salada de Ossiriand. Já eu gosto de debater por se é possível existir tais armas ou tais pessoas como foi o caso do arqueiro tão habilidoso quando Legolas. Desta vez vou debater se é possível criar/recriar a espada utilizada por Aragorn. Eu não vou entrar em detalhes da obra, a não ser nos detalhes técnicos, que é o que nos interessa aqui. OK?

 Em "A sociedade do Anel" vemos Narsil (que depois de reforjada passou a se chamar Andrúil) quebrada após a guerra contra Sauron na segunda era. Porém, passado em torno de três mil anos desde tal guerra, a Narsil não enferrujou (não apresentou nem mesmo um sinal de oxidação) e ainda permanece afiada.


 Daí surge a indagação se seria possível a existência de tal espada na vida real. Bom, se levarmos em consideração uma espada Viking conhecida como Ulfberth, acredito que podemos declarar que sim. Muitas dessas espadas foram encontradas em regiões como a Suécia e a Finlândia (que foi rota de comercio entre Vikings e Turcos).

Ulfberth
Ulfberth
 A Ulfberth era uma espada tão resistente que permitia ao guerreiro que a empunhava quebrar escudos com o golpe. Chegavam a acreditar que a Ulfberth possuía poderes mágicos; mas na verdade o que leva a Ulfberth ser tão resistente é que ela possuía um grau de pureza muito grande (quase 100% de pureza) e quatro vezes mais carbono do que qualquer outra espada.


 Mas você pode até estar pensando que "estas epadas estão muito acabadas e enferrujadas. Como vamos compará-las a Narsil/Andúril?". Sim, estão, mas essas que você está visualizando aqui neste artigo tem mais de mil anos e foram encontradas soterradas a dezenas de metros do chão. Para se ter uma ideia, as katanas também são de aço carbono, mas não podem ficar expostas ao ar se não elam oxidam (e por esse motivo elas sempre são mantidas em suas bainhas se não sendo utilizadas em combate). Até mesmo a gordura do dedo pode oxidar a Katana. Então podemos dizer que as Ulfberth, encontradas soterradas por mais de mil anos exposta a detritos, estão em ótimo estado (imagina se tivessem sido guardadas em local adequado como a Narsil ;).

 Mas como conseguiram criar uma espada tão resistente obtendo tal grau de pureza e tão alto nível de carbono? A questão é que a Ulfberth era forjado a uma temperatura de 1.600° (a superfície do sol atinge 5.778°. Ou seja, uma forja a uma temperatura quase um quarto da temperatura da superfície do sol). Isso fazia com que conseguissem eliminar as impurezas do metal e adicionar mais carbono. O que deixa mais uma dúvida até hoje para os historiadores:

 Como os Vikings conseguiam produzir esse metal em uma forja aquecida a 1.600° em plena Europa medieval?

 Nesta imagem vemos dois metais armazenado em acrílico sendo analisados em microscópio. O metal da direita é um aço medieval. Os pontos pretos que se vê são empurezas como areia ou qualquer outra coisa. Já o metal da esquerda é o aço da Ulfberth. É possível notar como ambos são totalmente diferentes.
 Nesta imagem vemos dois metais armazenado em acrílico sendo analisados em microscópio. O metal da direita é um aço medieval. Os pontos pretos que se vê são empurezas como areia ou qualquer outra coisa. Já o metal da esquerda é o aço da Ulfberth. É possível notar como ambos são totalmente diferentes.
 Na Europa Medieval, as impurezas dos metais eram removidas através do golpeamento com o martelo (sim, além de moldar o metal era utilizado para remover as impurezas); o que levava a muitas impurezas permanecerem no metal fazendo com que se tornasse mais frágil, quebradiço, sujeito a entornar em combate (o que era algo muito comum de acontecer) e envelhecer mais rápido.

 Já o processo de fabricação da Ulfberth era incomum, só sendo conhecido por nós durante o período industrial. Então como eles conseguiram fabricar tal coisa quase mil anos antes desse período? Esse ainda é um mistério. A tecnica desapareceu juntos com os seus fabricantes à mais ou menos mil e cem anos, não se sabe se esse é realmente seu nome ou o nome de quem a desenvolveu e nem sabe se é assim mesmo se escreve.

Essa que tem mais ou menos 1.200 anos foi encontrada nas montanhas da Noruega por um caçador. A foto é do exato momento e pode ser lido clicando neste texto.
Essa que tem mais ou menos 1.200 anos foi encontrada nas montanhas da Noruega por um caçador. A foto é do exato momento e pode ser lido clicando neste texto.
  Talvez tenha sido fojada pelo elfos, ou por um anão gigante na estrela nidavellir ou até mesmo por Wayland que forjou Balmung (a espada de Siegfried). Vai saber, talvez esse era o segredo que os vikins guardavam.

 No aspecto das leis da física, eu diria que sim, é possível ter a Andúril. Já a questão de magia, aí já é outra coisa ;)

Comente com o Facebook: